História do Sapateado

Acredita-se que camponeses irlandeses começaram a sapatear para se esquentarem, batendo os pés no chão duro. Essa brincadeira gerou um folclore, que, com o tempo, foi chamado de “step dancing” ou “jig dancing”.

Os sapatos irlandeses tinham solas grossas e duras que acompanhavam sempre uma dança. Com ênfase no pé e na quantidade de sons que o dançarino conseguia realizar, a dança era realizada na meia ponta, com o corpo ereto, os braços rígidos, parados e ao lado do corpo.

Mais tarde, na Inglaterra surgiu uma outra dança que usava tamancos. Eram sapatos entalhados em pedaços de madeira que criavam ritmos com os pés. A técnica e a criatividade foram aprimoradas com o tempo, e os rígidos tamancos foram substituídos por sapatos com sola de couro, aos quais se fixaram pequenas chapinhas de metal chamadas taps.

Sabe-se também que desde muito cedo, africanos eram escravizados e levados para diferentes regiões do mundo. Mas, foi na América, mais especificamente no sul dos Estados Unidos, que as danças africanas influenciaram o sapateado inglês, onde foram incorporados movimentos e ritmos das danças africanas ao longo do tempo.

O contato entre a cultura africana, americana e européia fez surgir manifestações culturais como o “Congo Square”, uma grande Praça em Nova Orleans, cidade do Sul dos Estados Unidos. Lá os escravos eram autorizados para se encontrar e dançar aos domingos. Nessa mesma época, outras pessoas se interessaram pelos passos de dança ao imitarem os negros e suas danças.

Mas foi a partir de 1865, com o aumento do confronto de culturas em Nova York que escravos libertos e imigrantes pobres desenvolveram um estilo específico que originou o sapateado americano que conhecemos hoje. A chegada do Jazz no início do século XX também foi fundamental para complementar esse ritmo. Desde então, o desafio do sapateado consiste no improviso, ou seja, na capacidade de fazer diferentes passos e sons com os pés.

Quando se fala em sapateado americano não podemos esquecer nomes como: Fred Astaire, Gregory Hines, Gene Kelly, Brenda Bufalino, Bill "Bojangles" Robinson, entre outros. O Dia Internacional do Sapateado é 25 de maio, em homenagem a Bill "Bojangles" Robinson.

Copyright 2019 - Studio Sá Pateia

Entre em contato